04 novembro, 2009

confissão


Hoje todos os meus livros estão fechados.
Não procuro palavras, nem os efeitos que elas produzem.
Hoje não quero nada. Sinto-me como os meus livros. Fechada.
Encerrada e presa nas minhas próprias contradições.
Não consigo.
Preciso de um abraço. De um abraço muito terno.
Que me envolva e proteja. Que me acalme e aconchegue.
Que me faça abrir os braços e o coração.

Um comentário:

mariam disse...

Dulce,

Desculpe a 'intromissão' ...
tenho estado a ler 'step by step'...

o acaso ou não sei o quê, aqui me aportou...
estou a gostar da leitura... voltarei

e dou-lhe um abraço e um sorriso :)
mariam